Pablo Gentili: Educar para o desemprego: a desintegração da promessa integradora

Pablo Gentili: Educar para o desemprego: a desintegração da promessa integradora

Em sua importante e já clássica obra Prometeu Desacorrentado, publicada originalmente ao final dos anos sessenta, David Landes realizou uma das mais importantes contribuições para a história econômica do capitalismo. No capítulo dedicado ao estudo dos processos que caracterizaram a reconstrução e o crescimento econômico europeu do pós-guerra, o autor destacou a mistura complexa e mutável de fatores que marcaram "os caminhos à riqueza" nas nações da Europa Ocidental desde 1945. Apesar do seu receio em estabelecer uma força-matriz unitária que justifique o espetacular desenvolvimento alcançado por esses países, Landes reconheceu quatro fatores ("que explicariam o que parece ser uma tendência de longo prazo") e que, na sua opinião, têm sido indispensáveis no estímulo à vertiginosa expansão econômica na segunda metade do século: o aumento dos conhecimentos científicos e tecnológicos acumulados; "o novo espírito de cooperação internacional"; a ruptura com o saber convencional da ciência econômica; e o compromisso e a confiança (dos governos e dos povos) nas alentadoras possibilidades de progresso oferecidas pela expan-são, a inovação e o crescimento. Tal como afirma Landes, "essa [última] foi, de certa maneira, a maior transformação de todas - uma revolução das expectativas e valores. As expectativas não eram novas; eram, antes, um retorno às esperanças elevadas do alvorecer da industrialização, ao otimismo animado das primeiras gerações de inovadores ingleses. Mas elas nunca tinham sido tão difundidas antes, e em nenhuma época tinham sido tão impressionantemente confirmadas pelos fatos" (1994: 553). (Sigue)

Século XXI