Portugal: Propinas do ensino superior sobem para 1000€ no próximo ano lectivo

Portugal: Propinas do ensino superior sobem para 1000€ no próximo ano lectivo

Propinas e Bolonha

No ano lectivo 2011/2012, a propina máxima das licenciaturas do ensino superior público sobe para 999,71 euros. A propina mínima será de 630,5 euros. Das 15 universidades públicas, apenas três não cobram propina máxima.

Segundo noticia o Diário Económico esta quarta-feira, as propinas das licenciaturas do ensino superior público vão subir 1,4% no próximo ano lectivo.

Em 2011/2012, a propina máxima das licenciaturas do ensino superior público passará a ser de 999,71 euros e a propina mínima de 630,5 euros, o que equivale a um aumento de 12,83 euros e 13 euros, respectivamente.

Desde 2003, as propinas já subiram 17%, o que quem causado um agravamento das despesas das famílias com a educação. Segundo um estudo da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Portugal é dos países onde os custos com a educação são mais elevados, chegando aos 25% dos rendimentos das famílias. 

Ao contrário do que sucedeu no anterior ano lectivo, e conforme divulga o Diário Económico, a Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES), tutelada pelo ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior já comunicou o aumento ao Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP).

Das 15 universidades públicas portuguesas nenhuma fixa o valor das propinas segundo o mínimo estipulado na lei, sendo que apenas o ISCTE, a Universidade dos Açores e a Universidade do Algarve não cobram o valor máximo das propinas. 

Esquerda.net, 31/03/11

Outras novas relacionadas: